Bruno Morais
Lulina  

O Projeto



lulina+bruno
Lulina cria mundos. Mundos reais ou fantásticos. Seus personagens nos convidam para sentar num bar e conversar. Ou dar um passeio na lua. Sempre queremos saber mais deles e, quando as músicas terminam, nós nos achamos seus melhores amigos.
Ora sussurrada, ora firme. Bruno Morais é a sua voz. Sempre falando com o passado e o presente da música brasileira. Uma conversa ao pé do ouvido para falar do amor, do inexplicavel e do fantástico. Sinestesia pura.

Imaterial por natureza, a música se materializa por uma questão estratégica, estabelecendo uma relação de influência mútua com o suporte utilizado. Fixando os sons na matéria, podemos ouví-los à exaustão, embalar numa caixa e mandar para a Rússia, podemos cortar, colar e ouvir o que acontece. Podemos chamar
de nosso.

O Lado A Lado B (LALB) oferece aos artistas um espaço em que é possível recortar um momento de suas carreiras e apresentá-lo ao público à moda de um antigo formato material - o compacto com duas músicas, uma de cada lado. Trazidas para o ambiente digital, as músicas não estão em lados opostos, mas lado a lado, e se valem da vantagem - digital e imaterial - de poderem se desdobrar em muitas outras e de receberem a influência de quem estiver ouvindo e reconstruindo essa música.

Aqui, o fã no momento em que está escutando a música, poderá interagir com o artista, seja comentando a faixa ou refletindo sobre um verso. O trabalho do artista é do fã também, sua relação com o seu ícone deve se aproximar cada vez mais.

Com patrocínio da Petrobrás, o LALB inaugura este espaço com dois artistas da nova cena musical paulistana, Bruno Morais e a Lulina.

A produção e os remixes ficam a cargo de Missionário José e André Édipo. As faixas instrumentais e vocais das músicas de cada artista também serão disponibilizadas para download em separado, para que o público possa baixar e fazer o seu próprio remix.

COMPARTILHE
 
patrocinio